Endometriose_ Possíveis impactos das Hormonas Tiroideas (1)

Endometriose : Um impacto possível das hormonas tiroideias

Notícia Original em: https://www.frm.org/
Tradução de: Sérgio Graça
Revisão: Susana Fonseca

A endometriose é uma patologia ginecológica frequente que pode ter repercussões importantes na qualidade de vida das pacientes. Os investigadores interessaram-se por factores que poderiam influenciar o desenvolvimento da doença. Ao longo do estudo mostraram o possível impacto das hormonas tiroideias em certos casos de Endometriose. 

Uma doença frequente que altera a qualidade de vida
A endometriose é uma doença que afecta mundialmente 10% das mulheres de acordo com o Inserm. Esta patologia resulta da migração das células do endométrio, as células da parede do útero, para fora do seu local de origem em direção aos órgãos genitais ou ainda mais longe, por exemplo, em direção aos órgãos digestivos.

A endometriose que provoca dores e infertilidade, pode afectar a qualidade de vida de forma severa. O tratamento da doença baseia-se nas terapias hormonais para limitar as dores e, em certos casos, na cirurgia para retirar as células mal localizadas. Os investigadores exploram atualmente os fatores que influenciam o desenvolvimento e a severidade da doença de forma facilitar o tratamento. Eles identificaram recentemente ligações possíveis entre os distúrbios tireoideanos e a endometriose.

As hormonas tiroideias
Estudos anteriores tinham mostrado que uma auto-imunidade tiroideia estava associada, em certos casos, à endometriose. A auto-imunidade tiroideia é uma reação imunitária anormal e dirigida contra a tiroide como no caso da doença de Basedow ou da tiróide de Hashimoto. Os investigadores quiseram portanto caracterizar os mecanismos fisiopatológicos que regulam essa associação. Eles orientaram-se sobre a ação de hormonas produzidas pela tiróide, a triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4). As hormonas T3 e T4 são de fato produzidas em quantidade bastante elevada nas pessoas que apresentam fenómenos de autoimunidade dirigidos contra a tiróide.

Um impacto sobre as células do endométrio
Os seus estudos foram realizados in vitro em células do endométrio da região do útero e em células migratórias, e in vivo em modelos animais. Foram também realizados ensaios em pacientes, pessoas sãs, pessoas com endometriose e apresentando ou não uma auto-imunidade dirigida contra a tiróide. As equipas mostraram que as hormonas T3 e T4 estimulam a multiplicação das células do endométrio fora da mucosa uterina. Este resultado foi confirmado em ratos com uma taxa elevada de hormonas tiroideias.

Os investigadores demonstraram em seguida que as pacientes atingidas simultaneamente por uma endometriose e uma auto-imunidade tiroideia sofrem de dores crónicas ao nível da pélvis mais intensas que as pacientes com endometriose mas sem distúrbio da tiróide.

Esta publicação mostra portanto possíveis ligações fisio-patológicas entre endometriose e ataques auto-imunitários da tiróide em pacientes. Informações essas que poderiam mostrar-se pertinentes no caso de um seguimento da doença.

Fonte: Peyneau M et al. Role of thyroid dysimmunity and thyroid hormones in endometriosis. Proc Natl Acad Sci USA 2019 ; 116(24) : 11894-99

Tags: No tags

Add a Comment

You must be logged in to post a comment